Mudança de distribuição: Magi é mais um título a não ir para bancas

JBC divulgou…

A editora JBC divulgou hoje, por meio de suas redes sociais e do site da Henshin, que o mangá Magi – o labirinto da magia é outro título que deverá não ir mais para bancas de revistas por enquanto. O volume 33 do mangá estará apenas disponível em livrarias e lojas especializadas.

Para quem não sabe onde encontrar o mangá, a editora indica uma lista de lojas em seu site oficial, além de lembrar que a empresa possui um serviço de assinatura em que a pessoa pode adquirir os volumes 32 a 37 e recebê-los em casa.

  • Entenda a situação:

A distribuição em bancas de revistas de forma nacional é feita por uma única empresa, pertencente ao grupo Abril,  e essa distribuição, com o passar dos anos, tem piorado. Em razão disso, muitos mangás não têm chegado às bancas de diversos pontos do país e a editora JBC optou por retirar alguns de seus mangás das bancas de revistas.

Já estão confirmados Cdz Next Dimension, Saintia Shô, BTOOOM! e Fairy Tail. Os títulos que estão em igualdade com o Japão (Gangsta e Hunter x Hunter, por exemplo) também devem deixar de ir para as bancas. Agora Magi será mais um deles.

***

Leia Também:

Curta nossa página no Facebook
Nos siga no Twitter
BBM

8 Comments

  • JMB

    Uma pergunta: os volumes que estão nessa situação (ex.: volume 9 de Santia Shô) serão repostos no futuro caso a editora volte a distribuir em banca? Um amigo meu só compra em banca e ficou temeroso com a situação

    • A JBC deixou claro que a distribuidora precisa melhorar o serviço e eu duvido que isso ocorra. Então, em minha opinião, a chance dos mangás voltarem para bancas de revistas é quase nula.

  • Trabalhei por um tempo com a transportadora que faz a distribuição em bancas, realmente é compreensível a atitude das editoras, eles tem muito pouco cuidado com as publicações, sem contar o atraso e o simples descaso.

      • Bom, posso falar pelo que via em uma certa base deles, em todos os setores tanto assinaturas, como distribuição em bancas e compras de e-commerce, como amazon e etc…, existe desleixo no tratamento das mercadorias; caixas rasgadas, as vezes abertas em partes, revistas de assinaturas dobradas, amassadas e faltando eram comuns, reclamações dos clientes que demoravam semanas para serem atendidas (exceto as feitas pelo reclame aqui, essas costumam funcionar). Enfim como eles são um monopólio no ramo ainda cobram caro por esse serviço, da pra entender as editoras, tendo seus produtos mal tratados para chegarem em banca ( quando chegam) e ainda pagando caro por isso.

  • SIRIUS BLACK

    Como eu somente só compro pela internet, a decisão da JBC não me afeta em absolutamente nada.

  • Victor Lucas Brito de Andrade

    Adoraria que depois de tantos anos, agora que não temos mais que pagar os custos onerosos e absurdos da distribuição em bancas que toda essa economia fosse repassada no preço de capa das publicações.

    • Bruno R

      acredito que não afete muito… as livrarias compram os mangás com desconto de 40 a 60% e é mais ou menos isso que cobram as distribuidora da banca…resumindo em questão de preço as vezes possa até aumentar,distribuição apenas nas livrarias talvez as vendas diminuam, mas não vai ter tanto problemas de perdas e calote.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: