Mercados Internacionais: os mangás lançados na Argentina em 2019

Se você for a Buenos Aires e entrar em alguma comiqueria, muito provavelmente você encontrará uma diversidade enorme de mangás em espanhol, muitos dos quais não foram lançados no Brasil e que talvez nunca sejam. Entretanto, o grande número de obras que tem nessas lojas não são necessariamente argentinos. A maioria é importado da Espanha, esse sim um grande mercado de mangás.

Isso não quer dizer que a Argentina não tenha um mercado próprio. Existem editoras atuando no país e elas lançam mangás. O número é pequeno comparado com o Brasil, mas é maior do que Portugal e Finlândia. Em nossa postagem de hoje, a gente mostrar a vocês os mangás que foram lançados na Argentina em 2019.

Entretanto, antes de mais nada, você tem que lembrar de um fator importante chamado “crise”. A Argentina nunca foi particularmente estável, com crises constantes e incessantes ao longos dos anos e 2019 teve mais uma etapa, com novamente a perda de valor do peso argentino frente ao dólar e o aumento da inflação (que notadamente afetou também o mercado de mangás hermano), além de diversas outras coisa que os portais de notícia, como a BBC, noticiaram durante todo o ano.

Com um cenário caótico, as editoras argentinas várias vezes tiveram que a vir a público falar de preço, comentar a situação e dizer quando haveria ou quando não haveria aumentos. Sim, pois teve editora comentando que não iria aumentar os preços até o final de um determinado mês.

Só para você ter uma ideia do tamanho do problema, a Panini da Argentina começou a publicar o mangá Naruto no final de março, ao preço de 280 pesos argentinos. No final do ano, ele foi reajustado para 350 (após o aviso acima) e depois reajustado de novo para 400 pesos. A Ivrea, por sua vez, lançou o primeiro volume de Guerreiras Mágicas de Rayearth na metade do ano a 345 pesos argentinos e o segundo já veio com reajuste, custando 395. Esse é o cenário de preços na Argentina.

Apesar dos pesares, ainda há público consumindo mangás no país e as empresas continuam publicando. Ao todo, foram 251 volumes de mangás lançados em 2019 na Argentina, divididos por 83 séries diferentes, e quatro editoras, Utopia, Ovni Press, Panini e Ivrea. É um número bem maior do que em 2017, quando teve 213 volumes lançados. Não temos dados de 2018.

Em relação ao número de séries, das 83 obras que tiveram ao menos um volume publicado em 2019, 47 já estavam em publicação em anos anteriores e as 36 restantes começaram a ser lançadas agora. Importante mencionar que, dentre essas 36 novas séries, está Naruto, uma obra que já era publicada no país, mas que acabou inconclusa e voltou a sair por outra editora (falaremos disso mais adiante).

Outro dado importante, é que das 36 novas séries, 12 delas foram volumes únicos. Ou seja, séries mesmo, com mais de um volume, foram apenas 24.  Dos 12 volumes únicos, 11 foram lançados pela Ivrea e um pela Ovni Press.

Além de mangás foram lançados na Argentina outros três volumes de coisas relacionadas. A Ivrea publicou o primeiro livro da light novel Goblin Slayer e a Panini lançou dois volumes do mangá americano Warcraft: Lendas.

Falando especificamente das editoras agora, a Utopia é uma editora pequena no ramo dos quadrinhos na Argentina, menor ainda no setor de mangás. Ela lançou apenas três volumes durante o ano, os números 5 e 6 de Insect Cage, de Kachou Hashimoto, completando a série (ainda existe um volume 7, mas a história acaba aqui mesmo segundo a editora), e o primeiro volume de Crueler Than Dead.

Essas são as duas únicas séries da empresa. Anteriormente, em anos passados, ela havia publicado Hetalia e só. Esse é todo o catálogo de mangás da Utopia em toda a história. Importante mencionar, por fim, que Crueler Than Dead foi anunciado anos atrás e só agora começou a sair.

Em meados de 2019 surgiu um boato de que a editora publicaria Chobits e Cells at Work, mas nunca confirmaram.

A Ovni Press, por seu turno, teve um total de 22 volumes de mangás publicados em 2019, divididos por 8 séries distintas. As novidades do ano foram Ataque dos Titãs – Lost Girls, que teve os dois volumes lançados, já concluindo a obra, e o volume único The Ghost In The Shell 1.5.

Fora esses, a Ovni Press não concluiu nenhum título que já vinha publicando anteriormente. A empresa vem publicando Akira, Ataque dos Titãs, Ataque dos Titãs – Antes da Queda, Blame! – Master Edition, Knights of Sidonia e Soul Eater.

A Panini começou a publicar mangás na Argentina em 2017, porém até então, seus únicos títulos eram Assassination Classroom e One-Punch Man, mas em 2019 a empresou veio com tudo e começou a publicar outras oito séries, além de anunciar mais algumas para 2020. Foi a segunda a empresa a mais lançar mangás no país, perdendo apenas para a Ivrea.

Ao todo, a Panini publicou 47 volumes de mangás, divididos por dez séries diferentes. Assassination Classroom terminou com seus seis últimos tomos sendo lançados e as novidades do ano foram Berserk, Love Hina, My Little Monster, Naruto, Negima, Noragami, Star Wars – Lost Star e Star Wars – Uma Nova Esperança.

De todos esses títulos, Naruto era o único que não inédito no país. A obra era publicada anteriormente pela Editora Larp, porém a Shueisha terminou por cancelar o contrato unilateralmente e as três séries da empresa acabaram indo parar em outras editoras. One Piece e Death Note foram para a Ivrea, enquanto a Panini ficou com Naruto. A Larp ainda não havia concluído o mangá, então a Panini começou a lançar do volume 1 para novos leitores e a partir do 47 para os que compravam da outra empresa. Assim, Naruto teve ao todo 19 volumes lançados na Argentina em 2019.

Enquanto isso, a Larp deixou de publicar mangás em 2018. Quando perdeu as licenças da Shueisha, a empresa ainda disse que pretendia continuar Inu-Yasha e Monster (da Shogakukan), porém nem isso aconteceu.

Por fim, falemos da Ivrea, a maior editora de mangás da Argentina. Ela lançou um total de 179 volumes de mangás divididos por 63 séries diferentes, dos quais foram 25 novidades, sendo que destes, onze eram volumes únicos. Que pese a crise, a empresa continuou a lançar muitos mangás em 2019 e até trouxe, em parceria com a Comic Con Argentina, o mangaká Junji Ito para o país.

Para além disso, a Ivrea fez coisas interessantes, como a publicação do primeiro volume de The Promised Neverland em três edições distintas, uma normal, uma capa alternativa e outra com uma outra capa alternativa, porém vindo em um conjunto para tomar mate.

Outra coisa interessante que a empresa fez foi um concurso para o público sugerir o nome argentino do mangá The Quintessential Quintuplets, ganhando o nome Somos Quintillizas (Somos Quintuplas). Por fim, a empresa ainda lançou o mangá Citrus +, continuação de Citrus, em simultâneo com o Japão. Mais que isso, três dias antes de sair no oriente.

Dentre outras novidades da empresa no ano, começaram a sair  títulos como Guerreiras Mágicas de Rayearth, Cardcaptor Sakura Clear Card Arc, Demon Slayer, três obras de Junji Ito, e vários outros. Agora, dentre as obras que foram concluída pela Ivrea durante o ano, destaque vai para Zetman, uma obra que abertamente vendeu muito mal no país. A série é publicada na Argentina desde muitos anos antes de ela começar a sair no Brasil e só foi concluída agora por lá. Fora ele, a Ivrea também concluiu Battle Angel Alita, Bleach, Boa Noite Punpun e mais alguns outros.

A seguir, você verá a lista com todos os mangás lançados na Argentina em 2019, por todas as editoras. Como será possível notar, a grande maioria deles já sai no Brasil ou sairá por aqui em breve.

Para 2020, estão anunciados até o momento:

  • Bakemonogatari (Panini)
  • Black Clover (Ivrea)
  • Claymore (Panini)
  • Diário do Futuro Redial (Ivrea)
  • Dragon Ball Super: Broly (Ivrea)
  • Radiant (Panini)
  • Wotakoi (Panini)

Essas são as informações sobre a Argentina que a gente conseguiu levantar. Os dados foram obtidos por meio dos sites e das redes sociais das empresas. De igual modo, acompanhamos alguns grupos de mangás no Facebook formados por argentinos para saber o que está se passando, se alguma editora nova entrou no mercado, dentre outras coisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s