Tag: Retrospectiva 2019

Mercados Internacionais: pelo terceiro ano seguido, Espanha tem recorde no número de mangás lançados
Matérias, Retrospectiva

Mercados Internacionais: pelo terceiro ano seguido, Espanha tem recorde no número de mangás lançados

Nos últimos anos, o mercado espanhol de mangás tem batido recordes atrás de recordes e em 2019 não foi diferente. Foram publicados na Espanha cerca de 838 volumes de mangás, o maior número da história do país. Até então, as maiores quantidades haviam sido em 2018 (812) e 2017 (793). Esses números somam apenas os mangás de origem japonesa, de modo que eventuais mangás espanhóis, franceses, chineses e de outras nacionalidades publicadas no país, não entram na conta. Assim como light novels, databooks e outros produtos também não. Esse número impressionante vem logo após o grande impacto que a crise internacional teve no país. Entre 2010 e 2014, o mercado espanhol estava em uma recessão com uma diminuição enorme no número de lançamentos e somente em 2015 as coisas começaram a melhorar de f...
Mercados Internacionais: os mangás publicados no México em 2019
Matérias, Retrospectiva

Mercados Internacionais: os mangás publicados no México em 2019

Se, por ventura, você ainda não sabe, o mercado mexicano de mangás é emergente e com um crescimento intenso, ano após ano, impulsionado, sobretudo, pela presente da uma grande editora europeia, a Panini. No passado, até existiam editoras que publicavam mangás, mas entre falências e descontinuações, praticamente inexistia um mercado mexicano de mangás, até que em 2014, a Panini entrou no mercado e não parou de crescer desde então. O México iniciou 2019 com três editoras de mangás, a Panini sempre dominante, a Kamite, sua principal concorrente, e a Smash, do grupo Televisa, que vinha para tentar um filão desde 2018. O ano, porém, terminou com apenas duas. Em meados de 2019, a Smash deu uma pausa em suas atividades e demitiu todos os funcionários. Com isso, algumas obras ficaram no limbo c...
Mercados Internacionais: os mangás lançados na Argentina em 2019
Matérias, Retrospectiva

Mercados Internacionais: os mangás lançados na Argentina em 2019

Se você for a Buenos Aires e entrar em alguma comiqueria, muito provavelmente você encontrará uma diversidade enorme de mangás em espanhol, muitos dos quais não foram lançados no Brasil e que talvez nunca sejam. Entretanto, o grande número de obras que tem nessas lojas não são necessariamente argentinos. A maioria é importado da Espanha, esse sim um grande mercado de mangás. Isso não quer dizer que a Argentina não tenha um mercado próprio. Existem editoras atuando no país e elas lançam mangás. O número é pequeno comparado com o Brasil, mas é maior do que Portugal e Finlândia. Em nossa postagem de hoje, a gente mostrar a vocês os mangás que foram lançados na Argentina em 2019. Entretanto, antes de mais nada, você tem que lembrar de um fator importante chamado "crise". A Argentina nunc...
Mercados Internacionais: Os mangás lançados na Finlândia em 2019
Matérias, Retrospectiva

Mercados Internacionais: Os mangás lançados na Finlândia em 2019

Nem todos os países ocidentais possuem um mercado de mangás próprio. Aqui na América do Sul, por exemplo, apenas Brasil e Argentina lançam mangás (Colômbia também começou, mas no país os títulos são todos advindos da Panini México) e os demais convivem com produtos importados, a maioria da Espanha. Na Europa, embora boa parte dos maiores mercados estejam lá, também são poucos os países que lançam mangás, de modo que nos que não lançam os otakus precisam se aventurar em edições importadas de outros países, seja no mesmo idioma (caso do francês na Bélgica), seja em idiomas estrangeiros (caso do inglês ou espanhol em Portugal, que até tem um mercado próprio, mas é minúsculo). Um dos países europeus a publicar quadrinhos japoneses e que raramente se fala é a Finlândia e é desse país que fal...
Mercados Internacionais: os mangás lançados em Portugal em 2019
Matérias, Retrospectiva

Mercados Internacionais: os mangás lançados em Portugal em 2019

Talvez você ainda não saiba, mas não é só no Brasil que se lança mangás em língua portuguesa. Em Portugal algumas editoras estão presentes e volta e meia lançam algum quadrinho japonês. No entanto, o país tem um mercado bem limitado com pouquíssimas publicações. Então, para o público otaku sedento de coisas novas, a importação de produtos de outros países acaba sendo algo natural. Ainda assim, se publica alguma coisa e é sobre isso que viemos falar hoje, resumindo para vocês como foi o ano de 2019 para os mangás na terra de nosso colonizadores. Basicamente, Portugal possui duas editoras dedicadas aos quadrinhos japoneses, a Devir e a JBC, ambas subsidiárias de empresas brasileiras. A Devir lança mangás continuamente desde 2012, e a JBC iniciou sua incursão no país em 2018. No meio disso...
Retrospectiva 2019 – Todos os lançamentos do ano
Retrospectiva

Retrospectiva 2019 – Todos os lançamentos do ano

Você se lembra de todas as obras que começaram a sair em 2019? A nossa postagem de vem relembrar a vocês mês a mês cada um dos títulos que começaram a sair. Importante ficar claro que por "mês", estamos nos referindo ao checklist. Vários lançamentos da Panini, por exemplo, são de um determinado "mês", mas só foram lançados no mês seguinte (ou até mesmo dois meses depois) e continuaram a ser daquele checklist. Dito isso, eis a lista de lançamentos do ano que se encerrou, mês a mês. Foram 66 ao todo, 64 já lançados. Vejam a seguir: JANEIRO Ela e o Seu Gato (NewPOP) Faculdade de Mangá (NewPOP) Guia Mangá Análise de Regressão (Novatec) Jojo’s Bizarre Adventure - Parte 2: Battle Tendency (Panini) Joy (NewPOP) FEVEREIRO A Menina do Outro L...
Retrospectiva 2019 – E os Shoujos como estão?
Retrospectiva

Retrospectiva 2019 – E os Shoujos como estão?

Um ano que começa com a publicação de Rosa de Versalhes e termina com um anúncio de Banana Fish não pode ser um ano ruim. Ou pode? Na nossa postagem de retrospectiva de hoje, a gente vem falar sobre mangás shoujos e dizer que, apesar não ainda não termos tudo o que queremos, 2019 nos propiciou boas surpresas (ou será que não?). Caso não se lembrem, 2018 terminou de uma forma bem desoladora para os fãs de shoujos, com a constatação de que aquele ano tinha sido o pior da história da demografia no Brasil em número de volumes publicados e em número de títulos novos, desde que se começou a publicar mangás neste país. Na ocasião, apenas 16 volumes foram publicados, enquanto apenas uma série nova começou a sair, um volume único, na verdade. Ao fim de 2018, o ano de 2019 só não parecia s...
Retrospectiva 2019: light novels no Brasil
Retrospectiva

Retrospectiva 2019: light novels no Brasil

Continuando nossas postagens de retrospectiva, agora é hora de falar de light novels, aqueles livrinhos japoneses com ilustrações. Para você que não está totalmente inteirado da situação, desde 2014 as light novels se tornaram figura constante no mercado brasileiro. Antes disso, já haviam sido publicados um livro aqui e outro ali, mas geralmente eram obras derivada de algum mangá já lançado no Brasil (de Samurai X e Death Note, por exemplo) e/ou volumes únicos. Séries mais longas, só começaram a aparecer em 2014. É preciso um parenteses aqui. Realmente séries mais longas só começaram a vir a partir desse ano, porém um tempo antes, a Martins Fontes publicou o primeiro volume da light novel Moribito, uma série com vários e vários volumes, mas não seguiu em frente. Sendo assim, o marco ini...
Retrospectiva 2019 – Outras editoras
Retrospectiva

Retrospectiva 2019 – Outras editoras

Nem só de JBC, NewPOP e Panini vive o mercado brasileiro de mangás. Existem editoras secundárias que volta e meia publicam quadrinhos japoneses, além daquelas empresas eventuais que, no meio de suas publicações, aparece um por mero acaso. Em 2019, isso não foi diferente e tivemos mangás por várias editoras diferentes. Ao todo, foram 11 obras por 6 editoras distintas. Vamos falar delas uma a uma. Agir Apesar de aparecer primeiro nesta matéria, a editora Agir foi a última surpresa de 2019. De repente, não mais que de repente, surgiu a pré-venda de A Mágica da Arrumação em Quadrinhos, o mangá que adapta um dos livros da Marie Kondo, aquela famosa maga da arrumação, e logo foi publicado. Possuindo apenas um volume no total, o mangá foi lançado em novembro, tanto em formato im...
Retrospectiva 2019 – Editora Panini
Retrospectiva

Retrospectiva 2019 – Editora Panini

Depois de falarmos de JBC e NewPOP, dessa vez é hora de vermos como foi o ano de 2019 da editora Panini em nossa nova postagem da série de retrospectiva. Foi o ano com mais lançamentos da empresa? Ou houve algum outro em que a editora se sobressaiu? Você descobrirá a seguir... A gente pode resumir o ano de 2019 da Panini com algumas palavras ou frases: muitos lançamentos, problemas de encadernação, preços altos e reajustes astronômicos. É assim que o consumidor vai lembrar do 2019 da editora, um misto de benesses e equívocos. Foi um ano em que a Panini lançou diversos títulos interessantes, que alegraram o público consumidor, só que ao mesmo tempo foi um ano em que não faltaram motivos para reclamações. A começar, vários mangás sofreram com problemas de encadernação, especialmente al...
Retrospectiva 2019 – Editora NewPOP
Retrospectiva

Retrospectiva 2019 – Editora NewPOP

Continuando nossas postagens de retrospectiva, hoje relembraremos o ano de 2019 da editora NewPOP. Quantos mangás ela publicou? E as light novels? O que teve de diferente? Você verá a seguir. Depois de um 2018 bem intenso, com várias e várias publicações (fora o ano em que a editora publicou mais séries novas e mais volumes), o ano de 2019 da NewPOP começou parado, com um número de volumes bem limitado. Séries como Citrus e Happiness, por exemplo ficaram quase o primeiro semestre inteiro sem receber volumes novos. No todo, o ritmo de publicação diminuiu em relação ao ano anterior, reflexo do calote de duas grandes redes de livraria que entraram em recuperação judicial e que ocasionaram diminuição do fluxo de caixa da empresa. Ainda assim, 2019 não foi pouco produtivo para a editora co...