Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (Janeiro de 2020)

Alguns dados para quem gosta de acompanhar o mercado

Você sabe quantos mangás foram lançados no Brasil em janeiro? A partir de agora pretendemos apresentar a vocês todo mês um resumo do nosso mercado de mangás, mostrando o que foi lançado durante o mês e fazendo uma comparação com anos pregressos.

A base desta matéria é a nossa coluna Mangás que Saíram Esta Semana, publicada todo domingo em que reunimos uma lista com os títulos que começaram a ser publicados em lojas especializadas durante os sete dias anteriores.

Atente-se que essa postagem lista o que efetivamente saiu e não os mangás que estão no checklist. Por exemplo, agora em janeiro seriam 25 títulos presentes nos checklists (22 pela Panini, 1 pela JBC, 1 pela Devir e 1 pela Pipoca & Nanquim), mas o número de lançamentos foi bem maior, pois havia títulos atrasados da Panini de meses anteriores. Do mesmo modo, há alguns mangás do checklist de janeiro da editora que acabaram ficando para o próximo e não estão contabilizados.

Em outras palavras, falaremos aqui do número de lançamentos reais. Obviamente, pode haver inconstâncias, afinal um ou outro mangá pode ter saído em bancas de revistas e a gente não tenha ficado sabendo, mas trata-se de uma margem mínima e que não afeta o todo. Assim sendo, vamos à postagem.


JANEIRO DE 2020 – OBRAS IMPRESSAS


Durante o mês de janeiro, nós tivemos um total de 44 publicações no Brasil, sendo 43 mangás de origem japonesas e um mangá de origem chinesa (Ultramarine Magmell). A Panini foi responsável pelo lançamento de 41 desses volumes. Devir, JBC e Pipoca & Nanquim tiveram um cada. A NewPOP não teve publicações em janeiro porque os prazos da gráfica mudaram e tudo acabou remanejado para fevereiro..

Vejam a seguir lista do que saiu. Como poderá ser observado, alguns mangás da Panini tiveram dois volumes lançados. Tratam-se de obras de periodicidade mensal e que tiveram atraso em relação ao mês original de publicação.

  1. Ajin #14
  2. Atelier of Witch Hat #04
  3. Bakemonogatari #03
  4. BEASTARS #06
  5. Berserk #33
  6. Black Clover #10
  7. Boruto #08
  8. Bungo Stray Dogs #07
  9. Cardcaptor Sakura – Clear Card Arc #04 (JBC)
  10. Crimes Perfeitos #05
  11. Dragon Ball Super #09
  12. Dr. Slump #16
  13. Fire Force #10
  14. Food Wars! #07
  15. Food Wars! #08
  16. Furi Fura – Amores e Desenganos #05
  17. Game – Jogo Proibido #04
  18. Golden Kamuy #04
  19. I am a Hero #11
  20. Jagaaan #03
  21. Jojo’s Bizarre Adventure – Stardust Crusaders #02
  22. Lobo Solitário #18
  23. Marry Grave #02
  24. Mob Psycho 100 #14
  25. Moriarty #04
  26. Naruto Gold #54
  27. O Gourmet Solitário (Devir)
  28. One Piece #92
  29. Origin #04
  30. Pandora Hearts #23
  31. Pokémon RS #05
  32. Re:Zero Capítulo 2: Uma Semana na Mansão #03
  33. Rohan no Louvre (Pipoca & Nanquim)
  34. Sem Saída #07
  35. Sem Saída #08
  36. Seraph of the End #17
  37. Slam Dunk #20
  38. Tanya the Evil #05
  39. The Promised Neverland #09
  40. Tokyo Ghoul: Re #14
  41. Toriko #35
  42. Ultramarine Magmell #02 (Mangá chinês)
  43. Vampire Knight Memories #03
  44. Wotakoi #06

Esse número representa um acrescimento em relação a 2019, quando no mesmo período houve um total de 25 publicações. Também é o maior número dos últimos anos, pois em janeiro de 2018 houve 39 lançamentos (38 mangás e 1 databook) e em janeiro de 2017, 32.

Gráfico 1. Comparativo do número de volumes de Mangás de Origem Japonesa publicados em janeiro nos últimos anos. Excluem-se os mangás chineses e os databooks.

Dos 43 volumes de mangás de origem japonesa publicados em janeiro de 2020, um total de 22 foram provenientes de revistas de mangás shonens no Japão, 15 de revistas seinens, 3 de revistas shoujos, 2 de revistas joseis e 1 de revistas kodomos (destinadas a crianças).

Gráfico 2. Demografia dos mangás lançados em janeiro de 2020.

As únicas estreias do mês foram O Gourmet Solitário, pela Devir, e Rohan no Louvre, pela Pipoca & Nanquim. Nenhum mangá terminou, mas Game – Jogo Proibido ficou em dia com a publicação japonesa e agora passa a esperar sair novos volumes no Japão.

Não houve publicações de light novels durante o mês de janeiro. Tem sido uma constante nos últimos anos. A última vez que teve foi em 2016, quando saiu o volume 5 de No Game No life.


PREÇOS


O mangá com o preço mais baixo a ser lançado em janeiro foi Dr.Slump #16 saindo por R$ 15,90. Faltam dois volumes para a sua conclusão e depois não teremos mais mangás a um valor tão baixo. O mais caro foi Rohan no Louvre, custando R$ 69,90.

No todo, se alguém fosse comprar todos os mangás e obras derivadas lançadas no Brasil durante janeiro de 2020, considerando apenas o preço de capa, gastaria um total de R$ 1060,70, uma média de R$ 24,10 por volume.  Em dezembro de 2019, o valor total tinha dado R$ 1068,60, mas por apenas 36 volumes lançados. O valor ficou maior, pois fora puxado por mais mangás a preços a elevados como Monster – Kanzenban, Akira e Dragon Ball Edição Definitiva. A média de preço, então, também ficou maior, totalizando R$ 29,68.

Gráfico 3. Preço Total que uma pessoa gastaria comprando todos os mangás e obras derivadas (light novels, databooks, mangás franceses, etc) lançados no Brasil.
Gráfico 4. Média de preço por volume.

Os dados acima incluem a presença de light novels (No Game No Life #10, lançado em dezembro), databooks (One Piece Deep Blue, lançado em dezembro), mangás franceses (Radiant) e mangás chineses (Ultramarine Magmell). Sem eles, o preço total mudaria e janeiro passaria a ter um gasto maior do que dezembro.

Gráfico 5. Preço Total que uma pessoa gastaria comprando todos os mangás lançados no Brasil. Exclui-se dessa contagem as obras derivadas (light novels, databooks, mangás franceses, etc).

Por fim, em comparação com Janeiro do ano passado, janeiro de 2020 ofereceria ao consumidor brasileiro que quisesse comprar tudo o que saiu um gasto equivalente a quase o dobro do que saiu em janeiro de 2019. Na ocasião, foram apenas 25 volumes publicados, dando um total de R$ 534, média de R$ 21,36 por volume. Em comparação com anos anteriores, é possível notar um grande salto na média de preço por volume nos últimos dois anos. Vejam os gráficos.

Gráfico 6. Preço Total que uma pessoa gastaria comprando todos os mangás e obras derivadas (light novels, databooks, mangás franceses, etc) lançados no Brasil.
Gráfico 7. Média de Preço por volume.

JANEIRO DE 2020 – EBOOKS


Desde dezembro de 2017, além dos mangás impressos, no Brasil também são lançados mangás em formato digital (os Ebooks), de modo que precisamos listá-los também. Agora em janeiro, apenas a editora JBC publicou mangás nesse formato. Eis a lista completa:

  1. A Heroica Lenda de Arslan #01
  2. A Heroica Lenda de Arslan #02
  3. Battle Angel Alita Last Order #05
  4. Battle Angel Alita Last Order #06
  5. Blue Exorcist #21
  6. Blue Exorcist #22
  7. Cardcaptor Sakura Clear Card Arc #03
  8. Cardcaptor Sakura Clear Card Arc #04
  9. Edens Zero – Capítulo 076 
  10. Edens Zero – Capítulo 077 
  11. Edens Zero – Capítulo 078 
  12. Edens Zero – Capítulo 079 
  13. Fairy Tail Blue Mistral #01
  14. Fairy Tail Blue Mistral #02
  15. Fairy Tail Blue Mistral #03
  16. Fairy Tail Blue Mistral #04
  17. Fruits Basket #03
  18. Fruits Basket #04
  19. Gunsmith Cats Burst #02
  20. Henshin Mangá Blue (Nacional)
  21. Henshin Mangá Red (Nacional)
  22. My Hero Academia #23
  23. My Hero Academia #24
  24. Sakura Wars #02
  25. Sakura Wars #03
  26. Terra Formars #21
  27. Terra Formars #22
  28. The Seven Deadly Sins – Capítulo 337
  29. The Seven Deadly Sins – Capítulo 338
  30. The Seven Deadly Sins – Capítulo 339
  31. Tom Sawyer

Foram 31 ebooks ao todo, sendo 22 volumes de mangás, 7 capítulos digitais e 2 títulos nacionais. Esse número representa uma perda em relação a 2019, quando 73 volumes foram lançados, juntamente com 4 capítulos.

Gráfico 8. Ebooks lançados em janeiro (2019-2020)

Entretanto, há que se lembrar que em 2019 a maioria foram publicações da Panini, que havia lançado 60 volumes. A JBC só tinha publicado 13. Então, olhando em perspectiva unicamente da editora JBC, ela aumentou o número em relação ao mesmo período do ano passado.

Gráfico 9. Ebooks lançados pela JBC em janeiro (2019-2020)

Em janeiro de 2018, a JBC já estava lançando seus primeiros mangás digitais, mas na época a gente não fazia a checagem dos lançamentos nesse formato, de modo que não é possível saber os dados desse período.

Voltando a falar de 2020, nós tivemos algumas estreias durante o mês, com as edições digitais de A Heroica Lenda de Arslan, Fairy Tail Blue Mistral (já encerrado) e dos volumes únicos Henshin Mangá Blue, Henshim Mangá Red e Tom Sawyer.

Fora Fairy Tail Blue Mistral, nenhum outro ebook foi concluído durante o mês, mas Terra Formars agora ficou em igualdade com a publicação japonesa e aguarda saírem novos volumes por lá.


TÍTULOS ANUNCIADOS


Durante o mês de janeiro, dois títulos foram anunciados. A editora Veneta anunciou a publicação de Vida à Deriva, de Yoshihiro Tatsumi. Enquanto a editora Devir divulgou que publicará Astra Lost In Space, de Kenta Shinohara.


Esse é o resumo do mercado brasileiro de mangás em janeiro de 2020. Todos os dados podem ser conferidos por meio de nossas postagens.

9 Comments

  • Sullivan.

    Muito interessante saber desses dados e compará-los com os anos anteriores. Ruim também ficar evidente o aumento não preços dos mangás kk.

  • Achei impressionante esse detalhamento dos dados, vc está de parabéns!

    Fiquei com a curiosidade de saber quais são os nomes dos mangás shoujo, josei e kodomo que sairam em janeiro, vc pode me dizer Kyon?

    • Kodomo:

      Pokémon RS #05

      Josei

      Game #04
      Wotakoi #06

      Shoujo

      Vampire Knight Memories #03
      Cardcaptor Sakura Clear Card Arc #04
      Furi Fura – Amores e Desenganos #05

  • Walter

    Poderia ter a quantidade de cópias em circulação de mangás aqui no Brasil.

    • @ Walter: Mas essa informação as editoras não divulgam, pelo menos a maioria delas não. E olha que se esses quisessem, poderiam!

  • Thais

    Ótimo quadro, bem informativo, o que você faz nesse site é muito bom.

    Você sabe me dizer o por quê de Golden Kamuy 4 ainda estar como pré-venda na Amazon? Está assim há bastante tempo já e queria saber o motivo, ou se a Panini já fez isso antes com outro mangá.

    • Não é só com Golden Kamuy, segundo a editora vários mangás tiveram algum problema de cadastro na Amazon no final do ano passado e alguns pedidos até foram cancelados pela loja.

      Não tem como saber quando será normalizado.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: